O bloqueio de fontes de energia perigosas é a responsabilidade principal para garantir a saúde e bem-estar das pessoas envolvidas no processo. Afinal, quando a energia é religada de forma inesperada, ocorrem acidentes colocando em risco todo o ambiente. Assim, as fontes de energia devem ser monitoradas e controladas para evitar os riscos.

O correto bloqueio de fontes de energia garante que elas não serão reativadas no momento errado, podendo salvar vidas. Mesmo assim, existem 4 erros que você pode cometer durante o processo de bloqueio e que, às vezes, você nem sequer sabe.

1. Controle ineficiente das matrizes/planos de bloqueio

As matrizes ou planos de bloqueio são conjuntos de equipamentos que precisam ser desativados para que determinada fonte de energia seja bloqueada. Porém, o controle das matrizes de bloqueio realizado em planilhas pode representar um perigo em relação a informações duplicadas e desatualizadas. Portanto, esse erro pode conduzir a um bloqueio errado, levando a acidentes.

2. Preenchimento incorreto das etiquetas de bloqueio

A identificação dos equipamentos em campo é uma etapa fundamental do processo de bloqueio de fontes de energia. Porém, as etiquetas preenchidas manualmente podem criar uma série de erros. Além disso, a pressão pela produção faz com que muitos colaboradores não executem essa atividade, pois entendem que vão perder tempo dentro de uma parada para manutenção. Portanto, não identificar as fontes de energia pode gerar dúvida quanto à sua interrupção.

3. Utilizar o cadeado em uma caixa de bloqueio errada

Parte fundamental da garantia da segurança do colaborador é o uso correto tanto do seu cadeado, quanto da caixa de bloqueio. É comum encontrar na indústria caixas pequenas com aglomerações de centenas de cadeados. Pode parecer um erro simples de ser evitado, mas a pressão do trabalho somado à desorganização na utilização do cadeado pode representar um erro fatal.

4. Retirar o bloqueio de fontes de energia do seu colega de trabalho

A maioria dos processos de bloqueios não são pessoais e intransferíveis. Com isso, colaboradores podem emprestar as chaves para que outra pessoa retire seu cadeado. Esta atitude representa uma fragilidade dos sistemas atuais e representa uma conduta que deve ser fortemente repreendida.

Todas as ações mencionadas representam cenários comuns encontrados na indústria e que podem ser evitados com ações automáticas, a partir de um sistema criado exclusivamente para o controle de fontes de energia perigosas. Cada vez mais a segurança e bem-estar dos colaboradores deve ser encarada como o primeiro valor de qualquer companhia.

O Slock é uma solução moderna e pioneira que agrega diversas funcionalidades ao seu processo de bloqueio, criando camadas que evitam que esses erros ocorram. Desenvolvido pela APTA Soluções em Sistemas, o Slock é uma plataforma escalável e se adapta a qualquer processo produtivo promovendo maior segurança e rastreabilidade nos procedimentos de bloqueio de fontes de energia.

Além disso, o Slock tem uma tecnologia pioneira no bloqueio de fontes de energia perigosas e possibilita que o processo seja feito de forma sistemática, ágil e confiável, eliminando, assim, os possíveis erros durante o bloqueio. Entenda como funciona o Sistema Inteligente para o Bloqueio de Fontes de Energia implementado na AngloGold